Falência empresarial: Como sair da crise e retomar a saúde financeira

Segundo dados do IBGE, apenas uma em cada quatro empresas sobrevive por mais de dez anos. Um dos principais motivos da falência empresarial é a falta de planejamento e a má gestão do negócio.

No conteúdo a seguir, trouxemos dicas essenciais de como sair da crise e recuperar a saúde financeira da sua empresa. 

Neste artigo você lerá sobre:

  • Medidas para evitar a falência empresarial

Medidas para evitar a falência empresarial

A falência empresarial é quando a empresa não consegue arcar com as dívidas. A crise se instala e o empreendedor precisa tomar medidas certeiras e rápidas para o caixa sair do vermelho. 

Rever os produtos e serviços oferecidos

Os produtos e serviços oferecidos pela sua empresa são o que a mantém em pé. A gestão empresarial e de estoque deve ser feita através da análise da entrada e saída de produtos. Com o relatório dessa movimentação, é possível cortar custos e fazer promoções de itens parados. 

Faça um pós-venda com seus clientes para entender o nível de satisfação com o produto e se há a necessidade de incluir outros itens ao seu catálogo.

Avaliar novas perspectivas de mercado

Independente do tamanho da crise financeira que sua empresa está passando, é preciso avaliar novas possibilidades. Tenha um olhar crítico e reconheça o que pode ser implementado no seu negócio para o seu crescimento.

Com a pandemia, muitos comércios tiveram que procurar alternativas para não fecharem as portas de seus estabelecimentos. Em meio à situação, empresários precisaram se reinventar e passaram a vender seus produtos no formato de delivery, evitando a falência ao adaptar seu negócio perante a crise.

Isso só foi permitido pois tiveram perspectivas sobre o que seria mais promissor para manter o seu negócio em funcionamento, fazendo uma análise criteriosa do mercado e com um olhar para as novas oportunidades.

Renegociar dívidas

Ao ver que as finanças estão saindo do controle, não hesite em renegociar. Quanto mais demorar para tomar essa atitude, mais juros elas acumulam, dificultando o pagamento

Muitas empresas buscam a solução em empréstimos, o que pode piorar a situação. Dessa maneira, o empresário terá mais compromissos financeiros, criando assim uma bola de neve se não houver controle e planejamento de gastos, por isso deve-se analisar bem a necessidade. Caso seja analisado e aprovado, você pode saber mais sobre empréstimos para empresas e suas vantagens para sair da crise.

Cortar custos

Faça uma análise de todos os seus custos e o que pode ser reduzido. Alguns quesitos que podem ser repensados são a negociação com fornecedores, controle de gastos desnecessários como quantidade de luzes acesas sem necessidade, verificar se não há uma vazão incorreta de água e até mesmo analisar se sua empresa se enquadraria no regime home office, cortando assim o gasto com aluguel. Se seu negócio tiver poucos funcionários, um espaço como coworking é uma ótima opção pois é mais barato e muitas vezes não exige tantos recursos próprios para manutenção predial.

Com a redução dos gastos, a receita e os lucros aumentam, diminuindo os riscos de uma falência empresarial. 

Conheça aqui as vantagens do trabalho home office.

Ter um planejamento empresarial emergencial

As crises são comuns nas empresas, por mais que se tenha um controle rígido do fluxo de  caixa e um capital de giro disponível para as crises. Porém, a diferença no enfrentamento da crise está no planejamento empresarial emergencial

Nele, são previstos os mais diversos cenários e possíveis problemas financeiros que a empresa pode enfrentar. Assim, já se tem um plano B caso venha a ocorrer, sendo a famosa “carta na manga” do empreendedor.

Fortalecer os laços com o cliente

Quanto mais estreita for a relação cliente/empresa, maiores são as chances da marca ser lembrada na próxima compra do consumidor. Faça ações que fidelizem e chamem novos usuários como:

  • Frete grátis;
  • Cupons de descontos e brindes;
  • Descontos em compras de determinado valor ou na primeira compra;
  • Pesquisas de satisfação;
  • Pós compra efetivo;

Avaliar a situação da crise

Muitas empresas enxergam as demissões como o único caminho para sair da crise. Porém, se não forem avaliados os motivos que levaram a essa instabilidade, o empreendedor não saberá qual medida será a solução. 

Se o problema for algum produto parado na prateleira ou condições ruins de trabalho, a redução dos funcionários não vai salvar sua empresa da crise. 

Por fim, todas as medidas levam a empresa a ter uma boa gestão. Com ela, é possível gerir as crises sem afetar drasticamente as finanças e evitar a falência empresarial. 

Conte com a consultoria e assessoria da Itamarati Contábil para trilhar um caminho seguro e alcançar suas metas. Nossos especialistas fazem todo o planejamento financeiro do seu negócio, evitando futuras crises e falência.

Você vai gostar de saber sobre: Acabou de abrir a sua empresa? Talvez você esteja começando do jeito errado!

new-logo