Growth Hacking: Um método para o crescimento constante da sua empresa

Growth Hacking é um termo em alta no mundo dos negócios. A metodologia permite às empresas desenvolverem um potencial de crescimento rápido e contínuo, usando verbas de forma ultra otimizada.

A expressão foi criada por Sean Ellis, investidor, escritor e empreendedor americano, e se refere a uma abordagem fora do comum no marketing. Ela aplica métodos analíticos associados a uma boa dose de inovação e criatividade para gerar altos retornos em curtos períodos.

Por isso, é ideal para empresas que desejam crescer de forma sustentável, mas têm urgência. Afinal, qual é a empresa que não quer alcançar esse objetivo?

Continue na leitura deste artigo para saber mais sobre Growth Hacking e como aplicá-lo.

Neste artigo você vai ler sobre:

  • Como funciona o Growth Hacking?
  • Por que você deve aplicar na sua empresa?
  • Estratégias de Growth Hacking na aquisição de clientes

Como funciona o Growth Hacking

Basicamente, o Growth Hacking se apoia nos números, em critérios objetivos para alavancar produtos e serviços. No entanto, permite que ações estratégicas sejam tomadas com muito mais agilidade.

Nesse ponto, contrasta com as técnicas mais tradicionais de marketing, que exigem muita pesquisa e uma extensa fase de planejamento para serem colocadas em prática.

Por que você deve aplicar na sua empresa

É preciso ter sempre em mente que o objetivo do Growth Hacking é promover crescimento acelerado. Por isso, essa abordagem é especialmente valiosa para empreendedores em processo de abertura, ou com capital limitado. Ela permite que o negócio experimente um crescimento exponencial para que a escalada continue.

E esse caráter mais imediatista é ainda mais importante no momento em que vivemos. Com a Internet, qualquer produto ou serviço está a um clique de distância. A Internet destruiu as barreiras geográficas e hoje as empresas concorrem com fornecedores dos quatro cantos do mundo, e de diferentes portes. Ou seja: mais do que nunca, crescer rápido é uma questão de sobrevivência.

Essa metodologia tem como foco a testagem de hipóteses individuais. Assim, é possível verificar seu funcionamento e as dimensões dos seus impactos sobre o negócio.

A cada teste, o planejamento, as ações e os retornos (tanto os positivos quanto os negativos) são documentados. Desta forma, é criada uma base de dados para alimentar novas estratégias e ações, com informações validadas no mercado, dentro do contexto específico da sua empresa.

Estratégias de Growth Hacking na aquisição de clientes

Quando se fala em colocar uma metodologia de Growth Hacking em prática, a primeira área para onde você deve olhar é o seu processo de aquisição de clientes. Afinal de contas, não adianta ter localização, operacional, comunicação e cadeia de fornecimento impecáveis, se não tiver clientes.

Portanto, a seguir, iremos te apresentar técnicas para aplicar o Growth Hacking na sua empresa, começando pela atração de novos consumidores.

1. Revise seus resultados e recalcule a rota

Como já mencionamos, a análise de dados é o maior pilar de uma boa estratégia de Growth Hacking. Por isso, você precisa começar por uma análise dos resultados que você está obtendo agora.

Com eles, você descobrirá produtos que não performam bem, objeções dos clientes e falhas no processo de vendas. Mas vai também descobrir seus melhores produtos e canais. Essas informações serão seu ponto de partida para  traçar novos objetivos.

Para ser bem-sucedido nesta etapa, lembre-se que os objetivos devem ser:

  • Específicos;
  • Mensuráveis;
  • Realistas;
  • Relevantes;
  • Ter um prazo.

2. Crie uma hipótese e experimente

Digamos que a partir da sua análise, você acredite que há dois problemas, por exemplo:

  • Seu cliente tem objeções quanto ao produto;
  • Seu processo ou canal de vendas não atende às expectativas do cliente.

Selecione apenas uma das hipóteses para trabalhar. Agora imagine que você decida testar primeiro as objeções: o cliente se interessa, mas por algum motivo não acha que vale a pena investir no seu produto ou serviço.

Implemente uma técnica para quebrar estas objeções e analise o resultado. Reformule seu setor de desenvolvimento, sua publicidade, seu atendimento e seu departamento de vendas ou o que for necessário para focar nas objeções do cliente.

3. Analise e reorganize

Após levantar e testar uma hipótese, está na hora de checar os resultados. Os novos clientes levantaram as mesmas objeções? Surgiram novas? As vendas caíram, melhoraram ou continuam as mesmas?

Se você obtiver melhoras, mantenha o plano de ação e parta para uma nova hipótese! O que vai te possibilitar escalar o crescimento é abordar uma por vez, até que todas elas gerem resultados positivos, uns sobre os outros.

Com isso, seu negócio naturalmente entrará em um ciclo de crescimento constante. E lembre-se: você pode aplicar essas técnicas em todo setor da sua empresa. Quanto mais áreas otimizadas, maior será seu crescimento.


Leia também: Planejamento estratégico diante de um futuro incerto para as empresas

Itamarati Contábil, a melhor assessoria contábil na região de Santo André – SP. Fale com o nosso especialista

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.