Crises são abalos que rompem a normalidade de uma empresa. Gestores dedicam muito tempo de trabalho se esforçando para que esses episódios não aconteçam ou para minimizar os impactos negativos.

No entanto, na maioria das vezes, não é possível prever uma mudança de cenário. Nesses momentos, os empreendedores precisam aproveitar e criar novas oportunidades de negócios.

Toda crise tem potencial para transformar o mercado e o modo de consumo. Ao expor as lacunas da nossa sociedade e da nossa forma de viver, as empresas são obrigadas a repensarem também a sua forma de ofertar. Caso a marca tenha êxito nessa tarefa, ocupará uma posição de destaque no mercado e certamente alcançará o sucesso.

Desemprego, dificuldade financeira e falta de investimento podem disfarçar o potencial do cenário de ser positivo. Vale a pena empreender ou investir na sua empresa em momentos adversos, por isso tenha sempre um bom foco sobre a gestão da sua empresa,

Confira, a seguir, como encontrar oportunidades de negócio em momentos de crise:

Conforme falamos anteriormente, crises trazem impactos econômicos tanto para as Pessoas Jurídicas, como para as Físicas também. A queda do poder aquisitivo das famílias faz com que o consumo seja repensado e concretizado apenas quando há necessidade ou forte identificação.

Por isso, durante uma crise, estude seu mercado e o público-alvo e avalie o que pode mudar ou melhorar no empreendimento. A ideia é ser e oferecer algo com valor para os clientes e se diferenciar da concorrência. Com informações básicas de seus consumidores, é possível ter insights valiosos de como convencê-los da sua importância.

Por meio da pesquisa interna e de público, talvez seja perceptível que alguns produtos não façam mais sentido para o empreendimento ou que já passou da hora de oferecer algo novo

Mudanças são essenciais para as empresas se manterem atualizadas e fortes no cenário em que estão inseridas.

Escute também as percepções e as sugestões dos funcionários. Afinal, eles também se dedicam ao sucesso do empreendimento e também sentem os impactos de uma crise.

Novas oportunidades de negócio não podem ser descobertas apenas analisando a parte interna. É preciso olhar amplo!

Dica: busque inspiração nas estratégias dos concorrentes. Afinal, eles também estão passando pela mesma crise e tiveram, em algum momento, que se reinventar. Veja o que eles fazem de positivo e tente adaptar para sua realidade.

Dá para ser original buscando por boas referências!

E para saber se as ideias obtidas por meio da pesquisa de mercado e de público de fato têm potencial para fazer o negócio crescer, é preciso analisar alguns fatores:
EXPECTATIVAS DO PÚBLICO;
SE JÁ EXISTE MUITA OFERTA NO MERCADO;
VIABILIDADE FINANCEIRA PARA TIRAR O PROJETO DO PAPEL.

Caso toda análise indique que a mudança faz sentido, está na hora de pensar e estruturar estratégias e planos de ação. Isso envolve investimento, conhecimento e muito trabalho multidisciplinar

Atenção: O Marketing, o Financeiro e até mesmo o departamento Jurídico serão fundamentais para colocar em prática um projeto bem trabalhado e com chances de sucesso.

Pode parecer arriscado e, com certeza, empreender em tempos de crise é um ato de coragem, mas não é nada tão diferente do que em tempos normais, onde a criatividade, foco e muito trabalho fazem parte de uma história de sucesso.

Como havíamos comentado, há muito desemprego e bastante instabilidade financeira nesses períodos. Isso acontece porque muitas empresas acabam fechando suas portas. A concorrência, consequentemente, fica menor. Se houver planejamento e estudo de mercado, esses nichos podem ser muito bem aproveitados.

Além disso, nada dura para sempre! Apesar de parecer um conselho de autoajuda, essa frase faz muito sentido aqui.

As crises têm um período de duração e a economia sempre se renova, assim como o mercado. Um setor que está mal hoje vai melhorar amanhã. Tudo faz parte de um ciclo e entender isso, alivia a dor e motiva muitos empreendedores.

É tempo de renovação e de criatividade, não há mais espaço para o obsoleto e com prazo de validade. Reconhecer as falhas e tentar otimizar a produção ou um processo faz parte do jogo.

Não deixe de ler o outro artigo “Como e quando mudar o ramo da empresa”, ele pode te ajudar a traçar um novo rumo.